Tendinite é a inflamação de um tendão, comum nas pessoas que fazem excesso de repetições de um mesmo movimento como esportistas e trabalhadores de funções repetitivas (LER – Lesão por esforço repetitivo). A Tendinite é um tipo de tendinopatia – uma doença do tendão – e refere-se especificamente à lesões agudas, com inflamação, nesses tecidos responsáveis por fazerem a conexão dos músculos aos ossos.

 

 

 

Você pode também ter ouvido falar em tendinose, que pode ser uma das resultantes de uma tendinite não tratada, representando uma degeneração do tendão mais séria e que requer um tratamento diferente.

Geralmente a tendinite se manifesta em uma parte do corpo específica e localizada, por exemplo: Tendinite de Aquiles que afeta o tendão de Aquiles, ou a Tendinite Patelar, que afeta o tendão patelar (joelho de saltador). A Tendinite pode ocorrer em várias outras partes do corpo, incluindo o cotovelo, tornozelo, ombro, pulso, dedos ou joelho e ser causada por excesso de uso de um tendão, mas também por lesão decorrente do esporte.

A Tendinite pode afetar pessoas de qualquer idade, mas é mais comum entre os adultos que praticam esportes. Idosos também são suscetíveis a tendinite porque seus tendões tendem a perder a elasticidade e tornar-se mais fracos à medida que envelhecemos.

Alguns termos comuns comuns para as variadas formas de tendinite que se apresentam são:

Cotovelo de tenista
Cotovelo de golfista
Joelho de saltador
Ombro de lançador
Ombro de nadador
Tendinite de Aquiles (tornozelo)

O que são tendões? Anatomia do Cotovelo

Os chamados ligamentos se estendem de osso a osso em uma articulação, enquanto os tendões se estendem dos músculos aos ossos. Tendão é o tecido que liga portanto os músculos aos ossos (ver imagem abaixo). Ele é fibroso, flexível, resistente e capaz de suportar as mais variadas tensões.  Tendões e músculos trabalham juntos e só podem exercer força de tração. Embora tendões e ligamentos sejam duros e fibrosos, eles são considerados tecidos moles, devido à sua comparação com ossos ou cartilagem.

inflamação tendão
Tendões são a extensão dos músculos na proximidade que se liga aos ossos. A Tendinite se apresenta como uma inflamação nessa região.

A palavra latina tendere e a palavra grega teinein significam “esticar”.

Tendões inflamados (tendinite) são mais propensos a se romper. Se a bainha ao redor do tendão se torna inflamada, em vez do tendão em si, a condição é chamada tenossinovite. As pessoas podem ter tendinite e tenossinovite simultaneamente.

Sintomas da tendinite

Os sintomas de tendinite ocorrem normalmente na região onde o tendão se liga ao osso e geralmente incluem:

  • Dor: se a área afetada é movimentada a dor piora
  • Uma sensação de que o tendão está crepitando quando se move.
  • Inchaço na área afetada
  • A região afetada pode ficar quente e vermelha
  • Um caroço que se desenvolve ao longo do tendão
  • Se houver uma ruptura, uma abertura palpável pode ser sentida na linha do tendão e o movimento será muito difícil.
tendinite de aquiles
Tendão de Aquiles normal e as várias condições e lesões que podem se manifestar, da tendinite, à ruptura e tendinose, que é a degeneração na estrutura do tendão que tira sua elasticidade e pode facilitar seu rompimento

Causas da tendinite

A tendinite é comumente causada pela repetição de um determinado movimento. Também pode ser causada por uma lesão repentina. Na maioria dos casos, a tendinite se desenvolve em pessoas cujos empregos ou hobbies envolvem movimentos repetitivos, lesionando os tendões.

Uma ruptura no tendão causada por lesão pode causar inchaço (inflamação).

Fatores de risco para tendinite

Alguns dos Fatores de Risco para tendinite são:

Idade: Os tendões tornam-se menos flexíveis à medida que envelhecemos, tornando-os mais suscetíveis a lesões.

Trabalho: Se o trabalho de uma pessoa inclui as seguintes tarefas, o risco de desenvolver tendinite é maior:

  • Movimentos repetitivos
  • Posições desconfortáveis
  • Vibração
  • Esforço vigoroso

Esportes: as pessoas que praticam alguns esportes regularmente são mais propensas a desenvolver tendinite, especialmente esportes que envolvem movimentos repetitivos, incluindo:

Doenças:

  • Diabetes – as pessoas com diabetes têm maior risco de desenvolver tendinite. Especialistas não sabem o porquê.
  • Artrite reumatóide – as pessoas com artrite reumatóide têm um maior risco de desenvolver tenossinovite (quando a bainha em torno do tendão está inflamada).

Como é feito o Diagnóstico

  • A Tendinite pode ser diagnosticada por um clínico geral, com base nos sintomas do paciente e exame físico.
  • Normalmente, pacientes com tendinite apresentam um som rangente ao mover o tendão. Isto ocorre porque a bainha do tendão torna-se mais grossa.
  • Imagens de raios-X podem mostrar depósitos de cálcio ao redor do tendão e ajudam a confirmar o diagnóstico.
  • Testes de imagem como ultra-som ou ressonância magnética (RM) podem revelar inchaço da bainha do tendão.

Tipos de Tendinite:

Variados são os músculos do corpo e todos eles se prendem aos ossos através de tendões. A tendinite pode ocorrer em qualquer um desses tendões. Abaixo apresentamos os tipos de tendinite mais comuns:

Tendinite de Aquiles

O tendão de Aquiles fica entre o calcanhar e o músculo da panturrilha e a tendinite de Aquiles é mais comum entre os pacientes com artrite reumatoide ou decorrentes de lesão esportiva. Pode também pode ser causada por calçados mal ajustados, ou por uso de sapatos que não dão suporte adequado ao pé.

Tendinite do Manguito Rotador

No ombro de tenista, o tendão em torno do topo da articulação do ombro torna-se inflamado, causando dor quando o braço é movido (especialmente para cima). Alguns pacientes podem achar doloroso deitar-se sobre o ombro afetado à noite. Se outros tendões na mesma área também estão afetados, o paciente pode ter a chamada síndrome do manguito rotador.

Epicondilite Lateral – Epicondilite Medial

O cotovelo de tenista, chamado de epicondilite lateral, causa dor no ossinho que fica no lado externo do cotovelo.

Já a epidondilite medial, conhecida como cotovelo de golfista, se manifesta como dor no ossinho da parte interna do cotovelo (junto ao corpo). A dor se mostra mais aguda quando se tenta erguer alguma coisa. Pode se irradiar até o pulso.

Tenossinovite Estenosante de DeQuervain

A bainha que rodeia os tendões do polegar (que ficam entre o polegar e o pulso) fica inflamada. A bainha espessada, bem como o inchaço na área, torna doloroso mover o polegar.

Dedo em Gatilho

O dedo em gatilho é uma condição onde o dedo fica fixo em uma posição dobrada, porque a bainha do tendão da palma da mão se apresenta engrossada e inflamada. Às vezes, um nódulo se forma ao longo do tendão.

tendinite nos dedos

Tratamentos para tendinite

O tratamento de tendinite visa aliviar a dor e reduzir a inflamação.

Em muitos casos, descansar a área afetada aplicando compressas de gelo, suportando as crises com analgésico é tudo o que o paciente precisa. Os sintomas da tendinite podem durar apenas alguns dias ou até várias semanas ou meses.

Descanso – o paciente precisa parar de fazer o que causou a tendinite. Parar de praticar a atividade esportiva ou o trabalho repetitivo que gerou a lesão por esforço repetitivo é a melhor forma de fazerem os sintomas regredirem. Se a interrupção total não for possível, uma redução significativa na atividade ajudará a prevenir complicações.

Para a inflamação diminuir, a área afetada precisa descansar. Uma bandagem, tala ou cinta pode ajudar a reduzir o movimento segurando os tendões. Em casos graves, pode ser necessário imobilizar a região com “gesso”.

A braçadeira de contraforte usada por tenistas é um bom exemplo de como reduzir a movimentação dos tendões.

proteção para cotovelo de tenista
Braçadeira de contraforte

Calor e frio – gelo ou bolsa quente podem aliviar a dor e o inchaço na área afetada. É importante não aplicar gelo diretamente sobre a pele – enrole o gelo em uma toalha, ou use uma bolsa de gelo apropriada.

Analgésicos – Ibuprofeno e outros anti-inflamatórios não-esteróides são usados para ajudar na dor associada à tenossinovite. Se você sofre de asma, doença renal ou doença hepática não tome anti-inflamatórios não-esteróides sem primeiro verificar com o seu ortopedista. Alguns pacientes resolvem sua dor com um simples paracetamol.

Injeções de corticosteróides (infiltração) – injeções de corticoesteróides em torno do tendão afetado, ou até mesmo na bainha do tendão, pode ajudar a aliviar os sintomas. No entanto, injeções repetidas podem enfraquecer o tendão, aumentando significativamente o risco de ruptura.

Fisioterapia – um fisioterapeuta pode auxiliar a manipular e massagear a área afetada, proporcionando alívio e acelerando o processo de cicatrização. Um programa de exercícios específicos projetados para esticar e fortalecer o tendão afetado e os músculos da região pode ajudar.

Terapia de onda de choque ou cirurgia – se houver tendinite calcifica (depósitos de cálcio ao redor do tendão) a terapia de ondas de choque pode ajudar em casos persistentes. Os depósitos também podem ser removidos cirurgicamente.

Possíveis complicações

As tendinites não tratadas ou mal tratadas podem resultar mais facilmente numa ruptura do tendão, que é uma condição grave e que muitas vezes requer cirurgia.

tendinite de saltador
O joelho de saltador, é uma condição onde o tendão da patela se mostra inflamado. A falta de tratamento pode levar à ruptura e degeneração do tendão, com consequências mais graves.

Cirurgia de Ruptura de Tendão de Aquiles

Veja abaixo um vídeo demonstrativo de técnica cirúrgica para reparo de ruptura de tendão de aquiles.

Prevenção

Exercícios – exercícios especificamente recomendados para fortalecer os músculos ao redor do tendão podem ajudar a evitar tendinites recorrentes. É importante procurar ajuda profissional para exercícios de fortalecimento e alongamento (fisioterapeuta ou educador físico qualificado).

Alongamento e resfriamento – atletas de final de semana devem certificar-se de fazer o aquecimento e alongamento adequadamente. A diminuição de ritmo gradual e os alongamentos após o fim das atividades também pode ajudar a prevenir o desenvolvimento da tendinite.

Movimentos repetitivos – movimentos repetitivos podem aumentar significativamente o risco de tendinite, ou recorrências da condição. Evitá-los, ou pelo menos realizar descansos regulares ajuda a reduzir o risco. Pessoas cujos trabalhos envolvem movimentos repetitivos, que podem aumentar o risco de ocorrência de tendinite, devem discutir estratégias preventivas com seus empregadores.

Procure um ortopedista especialista na articulação dolorida. Clique aqui.

ORTOPedia BR

Autor: ORTOPedia BR

Maior portal de busca de ortopedistas do Brasil. Pesquise nossa listagem de especialistas. Só aqui você encontra todas as informações mais relevantes sobre o mundo da ortopedia e especialistas em joelho, ombro e cotovelo, pé, coluna...

  • Doenças Reumáticas

    Meu pai sofre com bico de papagaio
    estamos fazendo tratamento espero que ele melhore
    e muito trite velo sofrer desse jeito
    https://doencasreumaticas.com/