A internet se tornou, desde a década de 90, um ótimo lugar para encontrar clientes e divulgar seu trabalho. Para um ortopedista isso não é diferente. Nos últimos anos, muitas pessoas procuram por um profissional online. A presença digital do ortopedista nos dias de hoje é indispensável.

 

Segundo a pesquisa realizada pelo Blog Arriminum existem 122 milhões de brasileiros com acesso à internet, representando portanto 59% da população. Sendo que, destes, 53% dos usuários são mulheres e 47 % homens.

 

Com base nestes dados conseguimos imaginar as oportunidades existentes no mundo digital.

 

Neste post, você vai saber como se tornar uma referência no segmento e gerar clientes. Confira!

Presença digital do ortopedista: como virar referência online?

Para virar referência online, é necessário gerar conteúdo de qualidade e ajudar a comunidade ao redor do seu nicho. E, com isso, aumentar o valor percebido pelo seu público, conforme ensina Conrado Adolpho, criador de um método famoso e eficaz de marketing digital e business, chamado 8Ps.

 

Pensando em referência online, ninguém se torna uma de repente, existe um trabalho firme, coeso e consistente antes deste ápice. Sabendo disto, será necessário dedicar tempo e esforço para construir sua reputação no mundo digital. A presença digital do ortopedista não é apenas ter um site ou estar em um site de buscas. Constância é umas das chaves para ser bem sucedido nessa jornada.

 

 

 

O primeiro passo nessa jornada da presença digital do ortopedista é entender que, antes deste sucesso, será necessário que seu público te reconheça como uma autoridade dentro da sua especialidade. Dentro do nicho de ortopedia, uma das formas de construir esta autoridade é através da produção de conteúdo que ajude o seu público no dia-a-dia, como por exemplo:

 

  • Confira 7 dicas para evitar lesão no joelho
  • Quando devo consultar o ortopedista?
  • 3 hábitos que os atletas possuem para evitar lesões.

 

A variedade de conteúdos que podem ajudar seu público é imensa.

 

Mas, para sua estratégia de conteúdo ser eficaz e gerar o resultado esperado, é importante entender quem é seu público-alvo, em outras palavras, quem você quer atingir. Caso contrário, terá grandes chances de fracassar durante a execução, e colher poucos resultados.

 

Vale ressaltar que em cada plataforma digital as pessoas se comportam de uma maneira diferente. Por isso, é necessário adaptar sua comunicação de acordo o comportamento do usuário. Por exemplo, no Instagram, o que funciona muito bem atualmente são:

 

  • Imagens personalizadas;
  • Vídeos Curtos com duração máxima de 01 minuto.

 

Existem exceções, mas no Instagram, atualmente, este formato de conteúdo tem funcionado muito bem.

 

Portanto, podemos concluir que, antes de iniciar um trabalho de mídia social (Facebook, Youtube, Instagram, entre outros), é necessário entender qual o comportamento do seu público dentro daquela plataforma, para garantir a eficácia da sua estratégia de reputação online.

 

 

Reputação Online

 

Durante este processo de construir sua reputação no mundo digital, é fundamental atentar-se aos comentários dos usuários ao seu respeito. Alguns falarão bem de você outros seguiram o caminho inverso.

 

Sempre que possível, responda aos comentários, mesmo os negativos que, por piores que sejam, devem ser respondidos com o intuito de fazer com que a pessoa que o escreveu sinta-se acolhida e importante. Mostre que você quer solucionar aquele problema e evite que um comentário ruim ou pejorativo denigra sua reputação.

 

Fonte: medicaleconomics.com

 

Pensando nisso, é importante entender um pouco sobre gatilhos mentais, principalmente o gatilho mental da autoridade.

Dentro do nicho de ortopedia médica, faz-se necessário evidenciar:

  • Diplomas;
  • Palestras;
  • Cases de recuperação;
  • Depoimentos dos pacientes.

 

E tudo que possa aumentar o valor percebido pelo seu público.

 

Mantendo um trabalho constante de divulgação de conteúdos relevantes, com o passar do tempo, todos irão te reconhecer como uma grande autoridade médica e, por consequência deste trabalho, é certo que clientes aparecerão.

 

Geração de Clientes

 

Após construir sua autoridade, haverá uma perspectiva diferente sobre seu trabalho, isto com certeza atrairá mais clientes.

Tendo em vista que o seu público te reconhece como especialista, as chances de geração de clientes se tornam muito maiores.

 

E esses mesmos clientes, pela confiança percebida em seu trabalho, através da divulgação do mesmo, tendem a cada vez estarem mais dispostos a pagarem mais pelo seu trabalho. Dentro do universo do marketing digital, esta técnica é conhecida como Inbound Marketing ou Marketing de Atração.

 

 

 

Sendo essa portanto, uma estratégia menos invasiva, baseada em construir sua reputação e relacionamento com seu público. Entretanto, existem outras estratégias eficazes para gerar clientes, uma delas é o Marketing de Indicação. Este método resume-se em:

 

  1. Selecionar seus clientes satisfeitos e Cases de Sucesso
  2. Expor os depoimentos e Cases em todas as plataformas digitais
  3. Gerar uma campanha de incentivo, para que estes clientes felizes indiquem outras pessoas.

 

Para ilustrar melhor o potencial desta tática, veja abaixo o nome de grandes empresas que tiveram sucesso com o Marketing de Indicação:

 

  • Nubank
  • Airbnb
  • Outback

 

Entre outras empresas que você pode conferir clicando aqui.

 

Agora confira abaixo os principais tópicos, sobre como executar esta estratégia.

 

Conteúdo

 

No mundo digital, para construir um conteúdo de qualidade, você precisa executar os itens abaixo:

 

  • Estudos de palavras-chave
  • Conteúdo embasado em dados e pesquisas
  • Fazer um conteúdo pensando em ajudar seu público, não somente em vender.
  • Destacar os pontos principais em negrito (escaneabilidade)
  • Utilizar parágrafos que possua entre 4 a 5 linhas (escaneabilidade)

 

Um método que pode auxiliar na tomada de decisão, sobre qual conteúdo escrever, é pensar:

 

  • Este conteúdo resolve alguma dor do meu público ou dúvida?
  • Este conteúdo é informativo?

 

Eles precisam reconhecer que o seu conteúdo ajuda eles de alguma forma, seja através de conscientização de alguma má prática/hábito ou dicas de como melhorar sua saúde.
Mas o grande desafio em muitos casos está em como fazer com que o seu público alvo conheça o seu conteúdo? Como divulgar? Como gerar tráfego online? Como garantir que você transmitirá a mensagem correta e fará com que seu público te perceba como referência online?

 

Pensando em geração de tráfego, a melhor forma é se posicionar para as palavras-chave importantes para seu negócio e, por consequência, ser encontrado pelos seus usuários nas primeiras posições do Google. A maneira para alcançar esse resultado é entender sobre SEO.

SEO

SEO é a abreviação de Search Engine Optimization, que traduzido para o português significa Otimização para os Motores (mecanismos) de Busca. Portanto, podemos concluir que SEO trata-se de um conjunto de técnicas e otimizações que impulsionam seu site ou blog na ótica dos motores de busca (Google, Yahoo, Bing, entre outros) e também dos usuários. Os principais benefícios extraídos destas aplicações são:

  • Maior número de visitas dentro do portal
  • Construção de Autoridade
  • Melhor posicionamento Orgânico (“sem custo”)

 

Dentro do universo de SEO existem muitas técnicas, para realizar otimizações para os usuários e também para os motores de busca.

Caso queria conhecer mais sobre o assunto acesse o link abaixo:

 

https://rockcontent.com/blog/o-que-e-seo/

Linkbuilding

Dentro do tópico SEO, dentre tantos assuntos, existe o Link Building. Link Building trata-se de uma técnica de SEO off page, que consiste em ganhar links para o seu site, dentro de outros sites. Isso ajuda seu site a melhorar o posicionamento dentro do Google e podendo também gerar visitas vindas diretamente desses sites.

 

O Google entende cada link como um voto de confiança e repassa relevância através dos mesmos. Por isso, tal estratégia é muito importante para quem deseja se destacar nos posicionamentos orgânicos do Google.

 

Na prática isto é, a promoção do seu conteúdo para portais que possuem o interesse em falar sobre conteúdos que existem dentro do seu site.

 

(obs: alguns links não ganham relevância perante o Google, esses são chamados links no-follow. Saiba mais)

 

Mas, antes de sair por aí prospectando outros sites para tentar ganhar links e compartilhar seus conteúdos, algumas boas práticas devem ser seguidas, a fim de saber se o site prospectado possui boa relevância:

 

  • Periodicidade das atualizações e publicações
  • Tráfego do site
  • Perfil de backlinks
  • Quem é a equipe responsável pelo portal/site?
  • Nicho

 

A soma destes fatores te ajudará a compreender o impacto que o backlink advindo do site avaliado fará no  posicionamento do seu site. É muito importante considerar os itens acima, pois assim como um backlink pode impulsionar os rankings, ele também pode te derrubar.

Então, vamos as explicações para que você consiga avaliar melhor o site antes de entrar em contato:

 

Periodicidade das Atualizações e Publicações

 

Neste critério, é muito importante observar quando foi a última publicação ou atualização de conteúdo daquele site. Isto te ajudará a compreender se existe alguém realmente cuidando do site e não perderá tempo buscando contato com sites abandonados.

 

Para classificar se vale a pena entrar em contato ou não, basta analisar se o último conteúdo postado não excede o período de 06 meses, levando em consideração que esta é uma margem bem amigável.

 

Tráfego do Site

 

Olhar o tráfego aproximado do site que você entrar em contato, te ajuda a compreender se este está estável ou foi penalizado pelo Google.

 

Por exemplo, caso o site contava com visitas mensais de 01 milhão de usuários, porém ao observar os números da semana anterior você observa que este tráfego caiu para 100 mil usuários, muito provavelmente este site sofreu alguma penalização do Google ou sofreu consequências de algum erro de indexação.

 

O que define uma penalização do Google, seria uma queda de tráfego brusca em um curto espaço de tempo. Agora uma queda pequena nos usuários ou oscilação nos números não significa penalização. Muitas vezes trata-se da competição, tendo em vista que milhares de sites são criados a cada dia.

 

Perfil de Backlinks

 

Quando realizar esta análise, leve em consideração o total de Backlinks x Domínios de Referência (domínios únicos que apontam para o site em questão), isto te fará compreender se existe muita repetição de link.

 

Caso a resposta seja positiva para a existência de repetição de backlinks dentro de um mesmo domínio você deve olhar o tráfego do site, pois é muito comum na web grandes sites possuírem alto índice de repetição, como por exemplo G1, R7, UOL e etc.

 

Porém, caso você perceba alto índice de repetição de backlinks e baixo tráfego, evite, pois provavelmente este site não é bem visto pelo Google e receber um backlink dele poderia prejudicar seu posicionamento nas buscas orgânicas do Google.

 

E por último, mas não menos importante, analise quais os tipos de site que compõe o perfil de backlinks. Não são sites seguros os que contam com backlinks de sites pornográficos ou sites estrangeiros cujo nicho é totalmente diferente (ex: site de saúde com links de sites de imóveis). Evite este tipo de site, provavelmente eles estejam incluídos em esquema de links e receber um link deles será prejudicial para seu rankeamento.

 

Nicho

 

É muito importante estar atendo ao nicho dos sites que irá abordar pois, pensando em um comportamento natural de web, não faz muito sentido um site que vende automóveis falar sobre ortopedia ou ortodontia por exemplo.

 

Caso não leve em consideração o nicho, e construa um link descontextualizado, são grandes as chances de sofrer uma penalização pelo google.

 

Ferramenta gratuita de Marketing Digital

 

Para obter dados aproximados sobre tráfego e perfil de backlinks, você pode utilizar a ferramenta gratuita UberSuggest.

 

Existem outras ferramentas pagas no mercado, como Ahres e Moz (que também produzem ótimos conteúdos sobre estes temas). Para entender qual melhor ferramenta para seu contexto de negócio consulte um especialista em marketing digital.

 

Outra dica sobre marketing digital é acompanhar especialistas como Rand Fishkin, Tim Soulo, Vitor Peçanha, Neil Patel. Através do LinkedIn, Twitter e outras plataformas.

Linkedin

Para quem ainda não conhece esta ferramenta, o LinkedIn é uma rede profissional para expor seu negócio, artigos, conquistas profissionais, entre outras informações relacionadas a sua vida profissional. São muitas as funcionalidades que esta ferramenta traz para seus usuários.

 

Segundo a pesquisa da revista valor econômico, publicada em 2018, existem 34 milhões membros no Brasil e 575 milhões no mundo. Baseado nesses dados, conseguimos perceber que certamente existem muitas possibilidades de gerar novos negócios dentre dessa rede.

 

Porém, a principal questão é, como utilizar a ferramenta?

Uma das principais formas é através de networking. Buscando ensinar e aprender com outros profissionais. O que fará com que você seja mais conhecido, aumentando portanto as chances de fechar um novo negócio ou parceria.

Para mais dicas sobre LinkedIn clique aqui.

 

Cursos Gratuitos

 

Analisando todos tópicos é possível perceber que o caminho para construir sua presença digital, tornar-se uma referência e gerar clientes, não é um caminho fácil.

Confira abaixo um  curso gratuito de marketing digital para médicos, que pode te auxiliar nessa jornada.

 

https://cursos.iclinic.com.br/courses/curso-basico-marketing-medico

 

Acesse também o site: https://hospitalmed.com.br/feira2019/materiais/ e faça o download do e-book marketing para médicos.

 

Espero que tenham gostado deste conteúdo. Não hesite em tirar qualquer dúvida que tenha restado, através dos comentários.

 

Conteúdo produzido por :

 

Danilo Israel

Community Manager na Escale Digital

 

Revisado por :

Gabriel Rocha
Gerente de Produtos Digitais

 

 

Referências:

 

https://rockcontent.com/blog/marketing-medico/

https://blog.iclinic.com.br/marketing-medico/

https://fatorw.com.br/como-construir-autoridade/

https://fatorw.com.br/gatilhos-mentais/#autoridade

https://fatorw.com.br/gatilhos-mentais/

ORTOPedia BR

Autor: ORTOPedia BR

Maior portal de busca de ortopedistas do Brasil. Pesquise nossa listagem de especialistas. Só aqui você encontra todas as informações mais relevantes sobre o mundo da ortopedia e especialistas em joelho, ombro e cotovelo, pé, coluna...

  • Tiago Montagnini

    Olá tudo bem?

    Tenho nos 2 pés plano valgo e gostaria de fazer a cirurgia porém tenho receio do pós operatório. Algumas dúvidas abaixo já que estou um pouco acima do peso:

    Foi colocado pino que ficou exposto para fora dos pés?
    Como fez para se locomover já que os 2 pés estarão imobilizados?
    Como tomar banho e fazer as necessidades urinar e fezes?
    Colocaram gesso ou tala? E a locomoção até a fisioterapia como foi? Ou foi feita em casa mesmo?
    Como sentava na cadeira de rodas ou trocar de cadeiras de rodas?.

    Meu email [email protected]

    Se puder me ajudar agradeceria muito.

    Att.
    Tiago M.

  • Anjinhu Lilas

    caí e fraturei o fêmur, pq tenho risco de trombose e pneumonia?

  • Rafael Pereira

    A lesão do ligamento cruzado anterior (LCA) está entre as mais temidas por atletas. Apesar de uma baixa incidência quando comparada a outras lesões são lesões mais graves que necessitam de cirurgia e um longo período de reabilitação.

    https://elastic.fit/blog/ligamento-cruzado-anterior-prevenindo-lesoes-lca-em-atletas/

  • Rubens Negri Temoteo

    Boa tarde!
    Eu acredito que seja dor no punho pessoas já que, pulso se refere aos batimentos cardíacos.

  • Wanessa Iano

    Faz uma semana que torci o pé, de imediato coloquei a bota mas continuei caminhando achando que era só torção. Só que na usg 5 dias após apareceu que tive alto grau de rompimento na fibulotalar. Estou achando muito estranho não ter sido dito para usar muletas e deixar o pé fora do chão sendo uma ruptura de alto grau. Nessas primeiras semanas o indicado não seria caminhar apenas de muletas sem por o pé bo Chão? Ou já é liberado por o pé no chão mesmo que sinta um pouco de dor. Estava com pouca dor e caminhando… muito medo de prejudicar a recuperação.