O joelho é a maior articulação do corpo. É formado pela união de uma das extremidades do fêmur (osso da coxa), uma das extremidades da tíbia (osso da perna) e pela patela anteriormente. Entre o fêmur e a tíbia encontram-se duas estruturas de fibrocartilagem, com o formato de meia-lua, chamados de meniscos. Eles funcionam como amortecedores, fazendo a adaptação entre as superfícies cartilaginosas dos dois ossos (Figuras 1 e 2).

Anatomia dos meniscos

meniscos
Figura 1: Anatomia do Joelho, mostrando os dois meniscos em visão frontal e de cima. A lesão (tear em inglês) pode atingir ambos os meniscos.

 

Figura 2: Imagem artroscópica de um menisco normal

O joelho é uma articulação de carga porque suporta o peso do nosso corpo e, dentro dos nossos joelhos, são os meniscos que recebem e transferem as forças do fêmur para a tíbia.

Eles são machucados quando o joelho sofre uma torção, é hiperflexionado ou hiperestendido. Em qualquer uma dessas situações os meniscos são “esmagados” entre o fêmur e a tíbia e podem ter a sua estrutura rompida.

Os homens costumam machucar os meniscos do joelho jogando futebol. As mulheres, normalmente, machucam seus meniscos em atividades caseiras diárias como, por exemplo, ao agachar para pegar alguma coisa no chão.

Sintomas

Os sintomas mais comuns de lesão meniscal são dor, inchaço do joelho, estalidos e, em alguns casos, até o bloqueio articular, que acontece quando um grande fragmento de desloca dentro da articulação e impede o seu livre movimento.

Diagnóstico

O médico especialista em joelho costuma pedir um exame de imagem – a ressonância magnética – para estudar a causa da dor.

Tratamento ou Cirurgia?

O tratamento das lesões meniscais depende do tipo, da localização e da extensão da lesão. Pode ser conservador, com medicamentos, repouso e fisioterapia, por exemplo. Ou pode ser cirúrgico, nos casos onde houve rompimento da estrutura meniscal. Atualmente, com as técnicas artroscópicas, um cirurgião especialista resolve o problema em alguns minutos (Figuras 3 e 4).

Figura 3: Imagem artroscópica de um menisco rompido

 

Figura 4: Imagem artroscópica de um menisco depois de tratado

Recuperação

A recuperação é relativamente rápida e, em poucos dias, o paciente poderá retornar às suas atividades normais. É importante que o paciente com dor no joelho procure sempre um ortopedista especialista na área de cirurgia do joelho e traumatologia esportiva para ser corretamente avaliado.

 

 

Artigo escrito pelo Dr. Adriano de Araújo Karpstein, ortopedista especialista em joelho.

Adriano De Araujo Karpstein

Autor: Adriano De Araujo Karpstein

O Dr. Adriano Karpstein é médico com especializações nas áreas de Ortopedia e Traumatologia, Medicina Esportiva, Artroscopia e Cirurgia de Joelho. Tem mais de 20 anos de experiência. Foi médico dos três principais clubes de futebol profissional do Paraná: Coritiba Foot Ball Club, Paraná Clube e Clube Atlético Paranaense. Hoje dedica-se exclusivamente ao seu consultório privado, localizado na cidade de Curitiba, no Paraná, onde atende pacientes de todo o Brasil e também de outros países. Suas cirurgias são realizadas no Hospital Marcelino Champagnat, um dos melhores hospitais do país. É membro das principais sociedades médicas internacionais das suas especialidades ( ISAKOS, AAOS, SLARD, ICRS, AOSSM e AANA ). Está em constante atualização, frequentando os principais cursos e congressos internacionais, para disponibilizar para os seus pacientes as últimas novidades, os melhores tratamentos e as mais novas técnicas cirúrgicas. É referência em cirurgia artroscópica de joelho no Brasil.

  • Tiago Montagnini

    Olá tudo bem?

    Tenho nos 2 pés plano valgo e gostaria de fazer a cirurgia porém tenho receio do pós operatório. Algumas dúvidas abaixo já que estou um pouco acima do peso:

    Foi colocado pino que ficou exposto para fora dos pés?
    Como fez para se locomover já que os 2 pés estarão imobilizados?
    Como tomar banho e fazer as necessidades urinar e fezes?
    Colocaram gesso ou tala? E a locomoção até a fisioterapia como foi? Ou foi feita em casa mesmo?
    Como sentava na cadeira de rodas ou trocar de cadeiras de rodas?.

    Meu email [email protected]

    Se puder me ajudar agradeceria muito.

    Att.
    Tiago M.

  • Anjinhu Lilas

    caí e fraturei o fêmur, pq tenho risco de trombose e pneumonia?

  • Rafael Pereira

    A lesão do ligamento cruzado anterior (LCA) está entre as mais temidas por atletas. Apesar de uma baixa incidência quando comparada a outras lesões são lesões mais graves que necessitam de cirurgia e um longo período de reabilitação.

    https://elastic.fit/blog/ligamento-cruzado-anterior-prevenindo-lesoes-lca-em-atletas/

  • Rubens Negri Temoteo

    Boa tarde!
    Eu acredito que seja dor no punho pessoas já que, pulso se refere aos batimentos cardíacos.

  • Wanessa Iano

    Faz uma semana que torci o pé, de imediato coloquei a bota mas continuei caminhando achando que era só torção. Só que na usg 5 dias após apareceu que tive alto grau de rompimento na fibulotalar. Estou achando muito estranho não ter sido dito para usar muletas e deixar o pé fora do chão sendo uma ruptura de alto grau. Nessas primeiras semanas o indicado não seria caminhar apenas de muletas sem por o pé bo Chão? Ou já é liberado por o pé no chão mesmo que sinta um pouco de dor. Estava com pouca dor e caminhando… muito medo de prejudicar a recuperação.