Alongamento ósseo com finalidade estética é um tema controverso. Uma pequena parte da população saudável não é feliz com sua estatura final, podendo ser psicologicamente afetada por esse incômodo social. Pessoalmente não encorajo este tipo de procedimento, já que existem inúmeros problemas e um longo tempo de recuperação. O processo é longo e pode evoluir com complicações médicas.

Quem é candidato a esse tipo de alongamento?

Ser maior de 18 anos, ter uma avaliação psicológica prévia. Não existe regra básica para pré dizer o quanto é possível atingir no alongamento ósseo.

É coberto pelo plano de saúde?

Normalmente esse tipo de procedimento não é coberto pelas operadoras de saúde, funciona como uma cirurgia plástica.

Quanto posso ganhar de altura?

Recomenda-se não ultrapassar os 5 cm em cada osso alongado, pois os riscos aumentam progressivamente.

Avaliação psicológica?

Sugiro antes do procedimento uma avaliação psicológica, com o objetivo de saber se a pessoa esta preparada para os efeitos emocionais do procedimento. Deve ser realizadoo com um profissional experiente que também entenda o objetivo da cirurgia.

Quanto custa um procedimento?

Os custos envolvem hospital, equipe médica e material. Isso deve ser discutido diretamente com o médico reponsável, pois envolve uma quantia considerável e que pode aumentar caso surjam complicações.

Quais ossos podem ser alongados?

De preferência os dois femures, com alongamento pré determinado de 5 cm. Após a conclusão e a recuperação completa, pode ser planejado em outro passo o alongamento dos ossos da tíbia, para mais 5 cm.

Como é feito o alongamento ósseo?

Através de um corte no osso e instalação de um fixador externo ou de uma haste intramedular, por dentro do osso, se dá inicio ao alongamento. Sete dias após a cirurgia é iniciado o processo propiamente dito do alongamento ósseo em uma velocidade de 1mm ao dia, nem maior e nem menor, para se evitar complicações.

 

Figura 1 – Alongamento ósseo através de haste intramedular.

O que acontece após a cirurgia?

Fisioterapia deve ser rotina para o paciente com alongamento ósseo, inicialmente deve ser diário para o treino de marcha com muletas e manutenção do arco de movimentos do paciente. Visitas médicas devem ser semanais no inicio do alongamento.

Figura 2 – Fixadores Externos instalados nas pernas.

 

O que acontece após a fase do alongamento?

Esta fase deve durar em torno de 57 dias. ( 1mm x 50 dias = 50 dias + 7 iniciais ). Retira-se então o fixador externo. Após esse periodo vem a fase da formação do regenerado ósseo e da sua consolidação. O tempo estimado total é de 200 a 250 dias para 5 cm de alongamento ósseo.

 

 

Figura 3 – Fisioterapia

Complicações?

Várias complicações em potencial estão associadas ao alongamento ósseo. Normalmente discutidos pessoalmente, mas posso relatar as mais frequentes: não consolidação óssea, discrepância de comprimento entre as pernas, lesão neurológica, contratura e encurtamento miotendinoso, rigidez articular … Algumas permanentes, outras podendo ser revertidas com novo procedimento cirúrgico.

 

Figura 4 – Cicatrizes decorrentes do uso de fixadores externos para alongamento ósseo.

 

Em conclusão, alongamento ósseo cosmético é difícil, caro e penoso. Inicialmente não encorajo aos pacientes por esse método. Entretanto, para um pequeno grupo de bem orientados, o ganho final funcional e psicológico pode ser bem valioso.

Celso B. Rizzi Jr.

Autor: Celso B. Rizzi Jr.

Experiência profissional na especialidade desde 1994. Fellowship Hands on no Shrinners Children Hospital em Los Angeles por 1 ano. Especialista por 5 anos na Rede Sarah. Especialista por 15 anos no INTO. Atualmente, coordena o Setor de Ortopedia Pediatrica, sob a chancela do STO do Hospital dos Servidores.

  • Fabiana Oliveira

    hoje após 8 dias da contusão o médico me disse que é o tendão cruzado do joelho. to super mal porque amo jogar futebol. mais pra esse ano não voltarei a pratica~lo. triste, mais necessário.

  • Natsu Dragneel

    Hoje são 6 meses após minha entorse grave lll. Não precisei de cirurgia, fiz exercícios fisioterapeutico e em alguns ângulos após alongar-se ainda sinto dor, mas já consigo jogar futebol, só q qnd termino vejo uma pressão mt grande no tornozelo e uma dorzinha chata.
    A Entorse existiu pra banir vc de um esporte se não tomar cuidado!

  • Orlando Junior

    Doeu mas valeu à pena.

    • leandro01

      Oi Orlando, tudo bom. Vou te fazer umas perguntas. Sinta-se à vontade para responde-las ou não. Você disse que doeu mas valeu à pena. Tenho interesse em fazer a cirurgia por conta de complicações sociais relacionadas a auto imagem. Não sofro rejeição por ser baixo mas, infelizmente me auto saboto. Isso vem me perseguindo a vida toda e hj, aos 33 acredito que tenha vivido bastante para tentar me recuperar disso, e como não obtive sucesso, imagino que recorrer ao procedimento seja a saída para esse problema que me atormenta. Vc poderia compartilhar comigo (e com os demais) um pouco da sua experiência? Gostaria de, se possível, que vc nos falasse do processo pré e pós cirúrgico, de alguma complicação (caso teve alguma) e do local escolhido por vc para fazer o procedimento. Mais uma coisa, hj, vc está bem? Digo, após a cirurgia, o que mudou na sua vida, física e psicologicamente?!? Espero não ter sido rude e/ou indelicado com minhas questões.
      Agradeço se decidir compartilhar comigo essas informações e parabéns pela sua coragem. Abraço e tudo de bom pra vc.